quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Fios de Prata e Luz

Fios de prata e luz
teus cabelos secos
tu que me seduz
E passaste para
não voltar.
Volta,
fios de prata e luz.
Não vá,
me diz o que
te
conduz.
Com teus vários
olhos em cima de
mim,
e tua pele escurecendo
todo o meu
jardim.
Volta,
fios de prata e luz!
Me diz o que eu preciso,
fios de prata,
me diz o que eu preciso,
fios de prata!
Porque passando assim,
sem avisar,
fios de prata,
passando sem voltar,
fios de prata,
passando assim
você
me
mata.

2 comentários:

Niltinho disse...

Me passa a imagem de uma senhora, silenciosa e misteriosa, a caminhar vagarosamente rumo ao desconhecido.

Adorei,

Um abraço.

Visite também: Not-lin

Jussyanne Emidio disse...

Adorei! Faz tempo que não venho por aqui, por razões que você conhece!...
Qualquer dia vou ler tudo o que perdi!

Bjuss... y