segunda-feira, 28 de julho de 2008

[vazio]

"Eu perdi a cor dos meus olhos
Ficou no bueiro que se abriu quando você saiu
Eu também fiquei lá
Teu sorriso, teu sorriso

Me deixa doido de tanta alegria
Mas eu lembro que nostalgia não há
Onde o verde das matas não brilha mais
O verde dos meus olhos pedem paz

Eu morri ontem e hoje
Todo dia sem notícias
Toda noite, ao mesmo teto
Que eu sorria com tuas delícias

Eu perdi a cor dos meus olhos,
E minha luz,
E meu coração.
Eu me perdi."

7 comentários:

Ariana disse...

Augustoooo!
Tu escreve muito beem rapaz, quer casar comiigo? *-*
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Depois eu te mostro uns textos meus pra tu me dizer oq tu acha, mas eu adorei os teus!
Beiiijo ;**

Amiel Nassar Rivera disse...

Eita, e ainda dizem q a poesia não serve pra nada. Veja só, vc arranjou até um pedido de casamento. acho q vou deixar de escrever prosa e vou escrever poesia. kkkkkkkkkkkkkkk

eu quero ser você. disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


ganhei!

brincadeira, ariana ;*

Gilliard disse...

A paixão é sempre um buraco...

eu quero ser você. disse...

tinha que chegar gilliard e cortar a conversa!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

brincadeira xD

esse poema eu fiz faz umas duas semanas, quando eu tava na época deprê do mês =x

mas passou! o/

Duda disse...

QUE LINDOOOOOOO
mew.. sério.. adorei *-*

:***************************

Cleriston disse...

curti, vc escreve bem mesmo. muito bom!

inté