terça-feira, 28 de julho de 2009

rosas.
são lindas.
eu sempre pegava as mais cheirosas.
passava uns 15 minutos escolhendo a melhor entre tantos baldes.
era freguês conhecido já, era só chegar que a dona mandava já o outro embalar e preparar as coisas porque uma rosa ia ser vendida naquele momento.
era toda trabalhada em detalhes mínimos, porém bonitos.
pena que não resistiam muito.
eu acredito que a forma com que você as entrega influencia em tudo, até no tempo de vida delas. a que mais durou foi uma semana, sete dias, 168 horas, 10080 minutos.
o tempo necessário para a morte de uma das formas de belezas mais puras.
cor, visão, cheiro.




morte.

2 comentários:

Bruna de Sousa disse...

Mas tudo tem seu início, meio e fim.
É isso que torna a vida tão bela...



...e as flores também.

J.s.K disse...

A partir do momento que uma flor é arrancada ela já está morta.